Redes sociais: tema de apresentação em Congresso de Medicina

As redes sociais chegaram à Brasília de carona com o Hemorio, órgão da Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil (Sesdec). Entre os dias 5 e 8 de novembro, profissionais do hemocentro fluminense estiveram na capital do Distrito Federal para a edição 2010 do Congresso Brasileiro de Hematologia e Hemoterapia, o Hemo, que reúne especialistas de diversos países para apresentar temas relacionados às doenças do sangue. Um dos temas abordados pelo Hemorio foi a utilização das redes sociais na captação de doadores de sangue.

A Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia (ABHH), organizadora do evento, recebeu, durante os três dias, cerca de quatro mil pessoas, entre participantes, convidados e expositores. Além das tradicionais aulas sobre temas que envolvem Hematologia e Hemoterapia, o Hemorio inovou ao levar a utilização das redes sociais como ferramenta para a captação de novos doadores de sangue. O assessor de comunicação do Instituto, Marcos Araújo, desenvolveu uma apresentação com dados numéricos e estatísticas de aumento de doações em períodos de crise. ” O desafio atual é interagir com as pessoas e romper a distância, a fim de informar, educar e dirimir dúvidas que possam impedir a decisão consciente e solidária de doar sangue. Neste caso, o uso das redes sociais se configura como uma estratégia de relacionamento e de divulgação sobre o assunto”, afirma Marcos.

Desde julho de 2009, o Hemorio vem trabalhando sua imagem nas redes sociais. Hoje, o hemocentro pode ser encontrado no Twitter (@HEMORIO), Facebook (Hemorio Doe Sangue), Orkut e Formpring.

Saiba mais sobre o Hemorio e a doação de sangue

O Hemorio é o hemocentro coordenador do Estado do Rio de Janeiro, que abastece com sangue e derivados cerca de 120 unidades de saúde conveniadas ao Sistema Único de Saúde – SUS, entre elas, as grandes emergências, maternidades e UTI´s.

O Hemorio coleta uma média de 300 bolsas de sangue por dia, apesar de ter capacidade para atender o dobro de voluntários.  Cerca de 1,8% da população doa sangue regularmente, o que ainda é um número muito baixo.  Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), seriam necessários que 5% da população adotasse a prática.  No Rio de Janeiro ainda há mais 26 postos públicos de coleta de sangue coordenados tecnicamente pelo Hemorio, como o dos hospitais Universitário Pedro Ernesto, em Vila Isabel; da Posse, em Nova Iguaçú; Geral de Bonsucesso; Clementino Fraga Filho (Fundão), na Ilha do Governador e Instituto Nacional de Cardiologia, em Laranjeiras.  Os endereços e horários de funcionamento dos postos podem ser obtidos pelo Disque Sangue (0800 282 0708), que esclarece ainda outras dúvidas e agenda a doação com hora marcada.

Para ser um candidato à doação de sangue, é necessário ter entre 18 e 65 anos, pesar mais de 50 quilos, estar em boas condições de saúde e trazer um documento oficial de identidade com foto (RG, carteira de motorista ou carteira de trabalho).  Não é necessário estar em jejum.  O doador somente deve evitar alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem a doação e a ingestão de bebidas alcoólicas doze horas antes. O Hemorio funciona todos os dias das 7 às 18 horas, inclusive sábados, domingos e feriados, na Rua Frei Caneca, 8, Centro.

Luiza Marinho

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: